Início » NOTÍCIAS » Moçambique é desde hoje membro da Organização Internacional de Café

Moçambique é desde hoje membro da Organização Internacional de Café

O país é, desde hoje, membro da Organização Internacional de Café. O acordo de adesão foi assinado hoje, em Londres, pelo Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, e pela Directora-Geral da Organização Internacional de Café.

Moçambique faz parte, a partir desta terça-feira, do grupo de países que produzem e consomem café. A adesão foi materializada pela assinatura de um acordo na sede da Organização Internacional do Café, em Londres. Esta adesão abre um mar de oportunidades para produtores nacionais de café. Por isso mesmo, a perspectiva do Governo é desenvolver uma indústria de café em Moçambique que dê benefícios e melhore a vida dos produtores do sector familiar, segundo avançou o Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia.

Já a Directora-Geral da Organização Internacional de Café garante total apoio a Moçambique no desenvolvimento da cadeia de valor de café.

Moçambique é, assim, o 78º membro da Organização Internacional de Café, uma organização que existe há 50 anos. A Organização Internacional de Café representa, actualmente, 93% do total do café produzido no mundo e 63% do consumo mundial.

À margem da adesão de Moçambique à Organização Internacional do Café, o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural convidou a indústria inglesa de cafés e especialistas para conhecerem os cafés produzidos em Moçambique. Na ocasião, algumas empresas fecharam contratos de exportação e distribuição dos seus cafés na Europa.

Os principais intervenientes da indústria de café no Reino Unido, que representa um mercado de cafés de mais de 105 mil milhões de dólares, estiveram reunidos na mesma sala com os moçambicanos. O propósito era que provassem o café produzido em Moçambique. Provaram e gostaram, tanto mais que se fecharam negócios, por exemplo, entre Café Chimanimani e uma empresa inglesa que importa e distribui café dos países da África Oriental no Reino Unido e na Europa. A Costa Coffee, uma subsidiária da Coca-Cola Company que vende em todo o mundo, anualmente, em mais de 1,2 mil milhões de dólares, provou os cafés moçambicanos.

Pelo que sentiu no sabor do café, no futuro, pode-se tomar cafés oriundos de Moçambique, e talvez de Chimanimani na Costa Coffee.

A alta-comissária de Moçambique no Reino Unido promete continuar a divulgar os cafés nacionais neste país.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *