Início » NOTÍCIAS » Senegal vence Argélia e conquista o CHAN

Senegal vence Argélia e conquista o CHAN

Depois da conquista do CAN de 2022, disputado nos Camarões, o Senegal fez a dobradinha, sábado, ao vencer a 7ª edição do CHAN da Argélia, ao derrotar a equipa da casa, por 5-4, nos pontapés das grandes penalidades, após o empate (0-0) no tempo regulamentar e no prolongamento, no Estádio Nelson Mandela, em Argel.

Tanto Argélia quanto Senegal entraram determinadas e procuravam ganhar vantagem nos minutos iniciais da contenda. Quer o técnico argelino, como o homólogo senegalês apresentaram o mesmo sistema táctico (4-3-3).

Com os processos de jogo bem urdidos, a Argélia actuava em bloco médio, baixo ou alto, dificultando as estratégias da equipa senegalesa. Mas não encontrava espaço de manobra, para transpor a barreira defensiva contrária.

Durante a primeira parte, os “donos” de casa beneficiaram-se de duas  oportunidades, para estarem em vantagem no marcador, por intermédio de Mahrious e Maziane, aos oito e 15 minutos.

A jogar no reduto do adversário, o Senegal apresentou-se destemido, quer a defender, quer a atacar. O técnico Pape Thiaw leu bem o jogo da selecção argelina e anulou as principais unidades da equipa, casos de Mahrious, Maziane, Ayoub Abdellaoui e Youcef Laouafi.

No minuto 35, o Senegal desperdiçou uma jogada de golo, por intermédio de Moussa, depois de um excelente trabalho de Ousmane, valendo o corte de um defensor argelino para canto.

No regresso dos balneários, as duas selecções apostaram todas as fichas e apresentaram um futebol corrido, com ocasiões de golos repartidos. O Senegal optava por um jogo inteligente. Quando não tivesse a bola da bola recuava as linhas mais adiantadas no terreno, após a recuperação partia no contra-golpe. A segunda parte foi disputada sob o signo do equilíbrio.

MADAGÁSCAR CONQUISTA BRONZE

Contra todas as expectativas, o Madagáscar conquistou a medalha de bronze, ao derrotar o Mali, por 1-0, em jogo de atribuição do terceiro lugar, disputado na última sexta-feira, no Estádio Olímpico de Oran.

Os malgaxes realizaram uma campanha memorável, representando da melhor maneira a região da África Austral, depois do afastamento de Angola e de Moçambique, respectivamente. Os Palancas Negras não passaram da primeira fase, enquanto os Mambas foram eliminados nos quartos-de-final, perdendo para o Madagáscar, por 3-1.

O técnico do Madagáscar, Romuald Rakotondrabe, está satisfeito com o terceiro lugar da sua equipa no Campeonato Africano das Nações TotalEnergies (CHAN) 2022, que se disputou na Argélia, e elogiou a atitude dos atletas ao longo da competição.

Depois da vitória de 1-0 sobre o Níger, no Estádio Miloud Hadefi, em Oran, com golo de Jean Razafindrakoto, Roro, como é conhecido, era um homem bastante animado e foi abraçado pela equipa técnica e jogadores.

Os Leões de Teranga, denominação da selecção do Madagáscar, que disputaram o CHAN pela primeira vez, choraram quando o árbitro egípcio Mohamed Adel Elsaid Hussein deu por terminado o jogo.

“Este é um momento incrível para mim e a equipa de um modo geral. Foi uma longa jornada desde os preparativos até terminar em terceiro lugar. Estamos muito orgulhosos dos jogadores e de todos que trabalharam duro para chegar aqui”, disse Roro à imprensa visivelmente emocionado.

“Trabalhamos muito ao longo da competição. Desde quando estávamos em Constantine para a fase de grupos e a partida dos quartos-de-final, depois fomos para Argel para a semifinal. Perdemos para o Senegal e vencemos em Oran.”

Por sua vez, a delegação do Níger está orgulhosa pela campanha efectuada  no CHAN da Argélia. O técnico-adjunto, Hassan Idé Barkire, em nome do colectivo, disse que está orgulhoso do desempenho da selecção, apesar de ter perdido nas classificativas do terceiro e quarto lugares.

O treinador admitiu que os Menas, denominação da selecção do Níger, adorariam ter terminado no pódio, mas o quarto lugar é a posição mais alta que o país já alcançou.

“Estou muito orgulhoso. Trabalhamos muito para chegar a esta fase. Adoraríamos chegar à final ou pelo menos terminar em terceiro, mas isso é futebol. Ficamos aquém do nosso objectivo, mas estamos em quarto lugar no continente”, disse Barkire.

Esta é a classificação mais alta do Níger no CHAN depois de chegar aos quartos-de-finais, na edição de 2011, treinado por Harouna Doula. Em 2016, no Ruanda, não conseguiram passar da fase de grupos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *