Início » NOTÍCIAS » REABERTURA DO CULTO NA IGREJA DO MACÚTI, 4 ANOS APÓS SUA DESTRUIÇÃO PELO CICLONE IDAI

REABERTURA DO CULTO NA IGREJA DO MACÚTI, 4 ANOS APÓS SUA DESTRUIÇÃO PELO CICLONE IDAI

A igreja dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, na cidade da Beira (centro de Moçambique), foi no sábado, 18 de fevereiro, reaberta ao culto, depois de passar por uma restauração, por de ter sido destruída em março de 2019 durante a passagem do ciclone tropical Idai.

O Arcebispo da Beira, Dom Cláudio Dalla Zuanna, foi quem presidiu a cerimónia, que contou com a presença de vários Bispos, com destaque para Dom Inácio Saure, Arcebispo de Nampula e Presidente da Conferência Episcopal de Moçambique, Dom Francisco Chimoio e Dom João Carlos, Arcebispo e Arcebispo coadjutor de Maputo respectivamente, Dom António Juliasse, Bispo de Pemba, Dom Atanásio Canira, Bispo de Lichinga, Dom António Constantino, Bispo Auxiliar da Beira, Dom Germano Grachane, Bispo Emérito de Nacala, o Vigário Geral da Arquidiocese e Pároco do Macúti, Padre Sílvio Anovo, entre outros presbíteros.

Na sua homilia, o presidente da celebração, explicou que a união para a reconstrução da Igreja Paroquial do Macúti, representa uma verdadeira experiência da vivência em comunhão.

Inspirados pela experiencia de vida das primeiras comunidades Cristãs, em que os fiéis viviam unidos e vendiam seus bens e dividiam por todos, os crentes da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus – Macúti, fizeram de tudo para a reconstrução da sua Igreja Paroquial, tal como explicou o Padre Sílvio Anovo, pároco do Macúti e vigário geral da Arquidiocese da Beira.

Padre Sílvio Anovo

Para alem dos fiéis da paróquia do Macúti e os de outras paróquias, participaram da cerimónia, vários governantes e dirigentes de instituições do ensino superior, com destaque para a Secretária de Estado Stella Zeca, o governador de Sofala, Lourenço Bulha, o Edil da Beira, Albano Carige, o Reitor e Vice-Reitores da Universidade Católica de Moçambique, nomeadamente o Prof. Doutor Pe. Filipe Sungo, Prof. Dr. Armindo Tambo e o Prof. Dr. Nelson Amade.

 Na sua intervenção, os governantes saudaram os cristãos Católicos pela reconstrução da Igreja destruída pelo Idai.

Antes da conclusão das obras de restauração, algumas missas foram rezadas nos escombros do edifício, algumas vezes na capela de uma das comunidades do Macúti e nos últimos tempos decorriam no alpendre construído para o efeito no pátio da Igreja paroquial.

2 thoughts on “REABERTURA DO CULTO NA IGREJA DO MACÚTI, 4 ANOS APÓS SUA DESTRUIÇÃO PELO CICLONE IDAI

  1. Parabéns a Rádio Pax por nós trazer informações em jeito de notícia com isenção e verdade…
    Força para frente é o caminho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *