Início » NOTÍCIAS » Renamo questiona falta de fundos para pensões dos seus ex-guerrilheiros

Renamo questiona falta de fundos para pensões dos seus ex-guerrilheiros

O líder da Renamo, Ossufo Momade, acusa o Governo de Moçambique de violar o acordo sobre a Desmilitarização, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos seus antigos guerrilheiros, considerando não fazer sentido a alegação de que não há recursos para o pagamento de pensões dos desmobilizados.

“Ficamos cada vez mais preocupados com a alegada falta de fundos e insustentabilidade das pensões para os nossos combatentes,” disse Momade.

Para o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, o DDR é um dos aspectos fundamentais do processo de paz, realçando que “em conjunto com a RENAMO, estamos a estudar uma forma sustentável de instituir a pensão para este grupo de moçambicanos para que os nossos compatriotas possam integrar a sociedade de forma digna e produtiva sem ter que viver distantes das suas famílias”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *