Início » NOTÍCIAS » Cabo Delgado: População encontra corpos em aldeia

Cabo Delgado: População encontra corpos em aldeia

Residentes numa aldeia de Cabo Delgado, norte de Moçambique, anunciaram a descoberta de dois corpos que se julga terem sido vítimas de confrontos recentes com rebeldes na região.

“São pessoas desconhecidas e foram sepultadas”, relatou um homem de 44 anos, sob anonimato, integrante do grupo de residentes da zona baixa do distrito de Muidumbe que fez a descoberta ao deslocar-se até à aldeia de Mandela.

“É uma aldeia que ainda precisa das forças de defesa e segurança porque há sinais de violência. Vimos algumas casas queimadas”, descreveu outra fonte local.

Parte da população fugiu e está acampada noutras zonas (Nanhala, Chapa e Chudi) do vizinho distrito de Mueda, que desde o início do conflito tem acolhido deslocados por se apresentar seguro.

No entanto, a “falta de oportunidades de trabalho e escassez de apoio alimentar” faz com que “muita gente tenha desejo de voltar”, acrescentou, mesmo sabendo que prevalecem ataques pontuais em zonas remotas.

Campas improvisadas

Do lado sul, em Macomia, outro distrito também flagelado pela insurgência armada, a população anunciou esta segunda-feira (05.06) a descoberta de campas improvisadas no meio do mato, com os corpos de três pessoas que estavam desaparecidas desde o início de maio, entre as quais uma criança de 07 anos.

As vítimas faziam parte de um grupo da comunidade de Chitoio, no posto administrativo de Chai, que tinha saído para o mato em busca de alimentos, referiu fonte local.

Eram sete residentes e foram surpreendidos a meio do caminho por um grupo armado, mas só quatro conseguiram regressar à aldeia.

“Queremos sobreviver, mas nem sei como é que a gente fica”, lamentou.

Após o sucedido, a milícia reforçou a presença e é recomendado que todos recolham a casa até às 17:00 locais, hora do pôr-do-sol, porque “daí para a frente a aldeia fica sob controlo da força local”.

“A força local [milícia] sempre trabalhou e, se não fosse ela, não estaríamos aqui. Mas há restrições de circulação, sobretudo na calada da noite”, disse a mesma fonte. Chitoio está perto do rio Messalo, fazendo fronteira com o distrito de Muidumbe.

As forças de defesa e segurança moçambicanas têm em curso naquela zona uma operação designada Vulcão IV que visa desmantelar esconderijos de rebeldes nos distritos de Muidumbe e Macomia.

fonte: dw.com

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *