Início » NOTÍCIAS » ENCERRADA EM VUNDUZI, A ÚLTIMA BASE MILITAR DOS GUERRILHEIROS DA RENAMO

ENCERRADA EM VUNDUZI, A ÚLTIMA BASE MILITAR DOS GUERRILHEIROS DA RENAMO

Entrega simbolica da Arma

O Chefe do Estado Moçambicano, Filipe Nyusi e o presidente da Renamo, Ossufo Mamade, encerraram esta quinta-feira, 15 de junho, em Gorongosa, província de Sofala (centro de Moçambique) a última base militar dos guerrilheiros da Renamo, uma acção inserida no processo de Desmobilização, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos ex-guerilheiros da Resistência Nacional Moçambicana, processo iniciado em julho de 2019.     

Falando durante a cerimónia, o Estadista moçambicano explicou que o encerramento daquela base representa o escalar de mais um degrau no caminho para uma paz duradoura, acrescentando que o acto não é a etapa final.

O líder da Renamo, Ossufo Momade, disse que o encerramento da base militar é o culminar de um longo processo, e espera com isso que não haja incumprimento dos entendimentos alcançados.

O enviado do Secretario Geral das Nacções Unida, Mirko Manzoni, que esteve envolvido no processo das negociações, e presente no evento, referiu que o acto que representa uma conquista para o país e o mundo, também partilhou que o alcance desta etapa foi necessário um trabalho árduo, por isso que o resto do mundo tem muito á aprender com a abordagem de Moçambique.

Reagindo em torno do acontecimento, o Coordenador da Comissão Diocesana de Justiça e Paz na Beira, Padre Jean de Dieu, M.afri., referiu que o encerramento da base militar da Renamo é mais uma fase no processo da construção da Paz.

O Sacerdote, espera que as partes que estiveram envolvidas no alcance deste objetivo, procurem manter um diálogo honesto e sincero, acarinhando a paz e criando uma vida condigna aos desmobilizados, de modo que sua reintegração seja efectiva.

Importa referir que na cerimónia desta quinta-feira, cerca de 347 oficiais da Renamo passaram à vida civil. Com o encerramento da 16ª base militar dos guerrilheiros da Renamo totalizam-se 5221 antigos combatentes desta ala militar, desmobilizados no âmbito do DDR.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *