Início » NOTÍCIAS » SOFALA TEVE UMA REDUÇÃO DE CASOS DE HOMICÍDIO AGRAVADO EM 2023

SOFALA TEVE UMA REDUÇÃO DE CASOS DE HOMICÍDIO AGRAVADO EM 2023

A informação consta do informe do Serviço Nacional de Investigação Criminal em Sofala, apresentado ontem à Secretária de Estado nesta parcela do país, pelo director provincial do SERNIC, Jordão Afonso Massingue, durante a saudação pela passagem de mais 1 aniversário deste sector.

De acordo com responsável pelo sector de investigação criminal em Sofala, no ano de 2023 houve um registo de 11.122 processos-crime contra 8.747 registados em 2022, o que representa um aumento na ordem de 21%.

Como resultado do desmantelamento de 9 quadrilhas, o SERNIC neutralizou 43 cidadãos e recuperou duas (02) armas de fogo sendo uma de tipo Ak-47 e uma caçadeira. E mesmo assim o período em análise foi caracterizado pela redução do crime de homicídio agravado ao registar 82 contra 88 processos de 2022.

Dados avançados pelo SERNIC, revelaram que em 2023 a província de Sofala não registou nenhum caso criminal relacionado com os raptos, facto que mereceu reconhecimento por parte da Secretária de Estado, Cecília Chamutota, esta que também instou o sector a especializar-se continuamente com vista ao combate contra os assassinatos e raptos, acrescentando ser necessário maior proatividade dos agentes nos crimes ambientais e tráfico de drogas.

As celebrações do sétimo aniversario do Serviço Nacional de Investigação Criminal em Moçambique, decorrem sob o lema: “Por um SERNIC proativo e implacável na investigação e combate ao crime organizado transnacional com enfoque para o branqueamento de capitais, financiamento ao terrorismo e crimes conexos no ámbito da remoção de moçambique da lista cinzenta”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *